quarta-feira, 7 de março de 2012

Pele de asno

Macho de verdade
Serei submisso, como todos os homens que ela teve, até convencê-la de que enfim achou um macho de verdade. Nem que eu leve a vida toda.

Para voar
Ele lia um e-book quando bateu o vento que folheou um livro aberto e sussurrou-lhe: “Que raio de livro é esse aí que não tem asas para voares?”

Inacreditável
. . . . . . . .. . .. . . .  – Não acredito que você esteja me dizendo isso, sua ingrata.
. . . . . . . .. . .. . . .  – Nem eu, meu querido, que você esteja me ouvindo.

Vencedor
Matar, eu mato. Mas só gente boa. Para vencer na vida, mire-se nos que não prestam e atire nos demais, que morrem sem criar problemas.

Legal
Estampilha, carimbo, rubrica... estampilha, carimbo, rubrica... A legalizar a vida alheia, viveu só páginas em branco. Mas todas legalizadas.
.
Borboletas
Seus olhos pousaram nos meus como um casal de borboletas. Cega de paixão, só percebi que eram marimbondos quando me cegaram de dor.

Intimidade
. . . . . . . .. . .. . . . Abri a porta. Ela já entrou dizendo: “Quero dormir com você.”
. . . . . . . .. . .. . . . Disse-lhe que completos estranhos não devem dormir juntos.
. . . . . . . .. . .. . . . “Por que não? Podemos nos conhecer enquanto dormimos...”
. . . . . . . .. . .. . . . Levei-a para a cama e dormimos, íntimos em nossos sonhos.

Água pouca
Minha piscina é retangular como a caneca de lata de sardinha do mendigo. Mas em ambas a água é pouca para saciar a minha sede e a fome dele.

Segredo
Se eu contasse ninguém acreditaria que um dia cheirei um arco-íris até sorrir estrelas, virar nuvem e correr mundo no colo de uma ventania.
.
Pele de asno
Tinha ela tanta inteligência que cedo percebeu que gastá-la com homens era burrice. Bastava cevá-los com as escamas da pele do pior de si.
 . . .

15 comentários:

Mirtes Rodrigues disse...

"Tinha ela tanta inteligência que cedo percebeu que gastá-la com homens era burrice"

Muito bom.

Tânia Regina Contreiras disse...

Ah, continuo não podendo postar comentário aqui, Tuquinha. Que chato isso! Mas a-do-rei! "Borboletas"? "Intimidade"? "Pele de asno"?... Aiiiiiiiiiiii...eu não sei do que mais gostei hoje, porque todos estão óóótimos....

Tu caprichou, heim, menino? Inspiradíssimo!!!

Joelma B. disse...

riso... suspiro...riso... suspiro...riso... suspiro...

foi assim que te li!

Beijinho com admiração, Tuca!

Marcantonio disse...

São escamas literárias das melhores de ler! Pensando bem, "literárias" é um formalismo desnecessário para reconhecer-lhes a qualidade. Mereciam estar num livro com asas para voarmos leitores.

Realmente!

Grande abraço.

Ira Buscacio disse...

Não sendo uma idéia de jerico, mas com indícios de que seja sim, a idéia de uma boa égua, a questão das escamas piores, me parece mais que apropriada, pois de fato é o que eles gostam.
Perfeitinhas, as de carga e montaria?
Adorei intimidade com inacreditável!
Bj imenso

MIRZE disse...

Inacreditável é ler e amar, voar em cada cápsula.

Excelente!

Parabéns, Tuca!

Beijos

Mirze

Clara Belisario disse...

Tudo delicioso como sempre, Tuca.

Quando vamos poder voar nas asas de um livro com os seus contos de réis?

Beijão

Antonio Alves disse...

Inacreditável, Tuca, é a sua capacidade de transitar com o mesmo talento pelas mais diferentes facetas do humor, do surrealismo lírico de Segredo ao sarcasmo inclemente de Vencedor.

Abração

Susana Carmo disse...

Um encontro entre Macho de Verdade e Pele de Asno seria explosivo.
Além desses, gostei de todos. Já me viciei nos teus contos de réis, Tuca. E esse vício é pura saúde.

Salut!

Beijos

lidia-la escriba-www.deloquenosehabla.blogspot.com disse...

SALUDOS Y GRACIAS POR ESTE POST!
UN ABRAZO
LIDIA-LA ESCRIBA



BLOG ACTUALIZADO VEN A COMENT

Anna Amorim disse...

Muito bom. Destaco: Borboletas, Macho de Verdade, Intimidade e Segredo.

Anna Amorim

Jenny Paulla disse...

Oi TucaDadá,
Amei essa pele de asno!!
Será que tem o meu dadanúmero?

Batom e poesias disse...

Não me chamou lá no FB, mas enxerida que sou, eu vim...

E claro que não e arrependi.
Bótimo!

bj
Rossana

♪ Sil disse...

Tuca,

Morriiiiiiiii hehehehe

Tinha ela tanta inteligência que cedo percebeu que gastá-la com homens era burrice. (Burrice mesmo)!!!

Querido do coração ziperado da Sil, tanta saudade dos seus contos.

Tu é o cara!!!

Beijoooo

Elisa T. Campos disse...

Amei tudo, mas
Segredo me encantou D+++++

bj