sexta-feira, 18 de março de 2011

Força, 日本 !!!

.

ANGA MAZLE. . .

.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ティア

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . barro a craquelar
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . labaredas de água
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . choram lótus de um quimono
.


. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ブラック
.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . miríades de ilhas
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . lanternas de sangue
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . a negra agonia do inverno
.

.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 日放射性

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . formigas sem rumo
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . primavera
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . (?) haverá (?)
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . sol nascente de iodo e césio
.


. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 一の
.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . moedas silenciam
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . o tempo não volta
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. vivo e morto: a mesma sombra

. . . .

44 comentários:

Vampira Dea disse...

Palavras forte desenhadas de um tema mais forte ainda. A tradução é essa mesmo? Nossa!

Erika disse...

I love the colour of that purple....

Anga Mazle disse...

* * * * * * * * * * * * * * * * * *

Dea,

Os textos são meus mesmo. Botei os títulos em ideogramas para enfatizar o tributo ao povo japonês. Nem sei se estão corretos. O que colhi no tradutor automático foi, pela ordem:

Japão - 日本
Lágrimas de flor - ティアの花
Inverno negro - ブラック冬
Sol radioativo - 日放射性
Uma única sombra - 単一の影

Beijos

* * * * * * * * * * * * * * * * * *

Erika,

Thanks!

Kisses

* * * * * * * * * * * * * * * * * *

cirandeira disse...

Muito bom, Anga.
PARABÉNS!

beijos

PenDRaGoN disse...

Parabéns, muito bons!

Mendonça disse...

Ótimos. Precisos na métrica tradicional do hacai, inspirados como painel da tragédia.
Abraços

Deco disse...

Finíssimos, Anga. Fortes e elegantemente comoventes! Bjs

Will Lukazi disse...

Olá! Parabéns pelo blog. Um casamento perfeito entre idéias, designer e sentimentos.
Vim, vi e segui. Passarei mais vezes por aqui para saber das novidades e deixar algum comentário.

Valéria Sorohan disse...

Tanto faz se com flores ou sem orquídeas, à gosto a vida explode, germina.

BeijooO*

Elcio Penna disse...

à flor de lótus brotam
rosas de Hiroshima
girassóis de Chernobyl

bjs

Marcantonio disse...

Notei os marcadores. Muitos compararam as imagens aos filmes, mas estes é que não têm realismo suficiente, não têm o plano-sequência da vida. E, às vezes, me pergunto se, num mundo cuja história é feita de tantos soterramentos, não seria o nosso cotidiano de suposta normamlidade e segurança a torre surreal de onde observamos os eventos reais como se fossem absurdos.
Mas são ótimos os haicais, e como você disse a respeito da primavera incerta, nesse momento de suspensão, eles não poderiam ter kigo. Salvo o da estação única da esperança.

É um povo, parece, já acostumado a enfrentar os limites, e com força para a reconstrução.

Um abraço.

Perola disse...

Vim te desejar um exelente fds meu amigo.
Um beijo grande.

Clara Belisário disse...

Lindos, amiga. Fiquei emocionada.
Beijos

Guaraciaba Perides disse...

A bandeira do Japão tem um sol no centro e isto já é uma promessa e certeza de renascimento incultida na própria alma desse povo.

♪ Sil disse...

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada


- Só DEUS -

Um beijo minha querida Anga!

Izabel Lisboa disse...

Pungente seu poema, Anga!!!
A devastação foi terrível... Com certeza reconstruirão e reerguerão casas, pontes, estradas, aeroportos... Mas, vidas humanas ceifadas de forma tão trágica e dolorosa é algo da ordem do irreparável... Somente o sol nascente que aquece o coração de cada japonês trará renascimento e paz interior a esse povo tão marcado, ou por tragédias naturais, ou pela estupidez bélica, ou por acidentes nas usinas nucleares, que são para seu país a maior fonte de energia.

Beijos, Anga! Obrigada pela visita e pelo carinho do comentário deixado lá! Quanto as imposições do Tuca...bem, eu não o conheço bem, mas é melhor não contrariar...rs

Izabel

Graça Pereira disse...

A força da imagem com a força das palavras e chora tambem nosso coração por aquele povo sofrido! O sol, voltará a ser nascente!
Há quanto tempo, Anga! Saudade!
O mês de Março é complicado para mim: aniversário de partida do meu marido, precisamente no dia da Mulher... nosso aniversário de casamento daqui a dias!! Por isso, entrei numa pequena(?) depressão!!
Há-de passar com os dias de sol que tráz a Primavera e a força que Deus me deu sempre.
Mil beijos e um bom fds
Graça

Paula Figueiredo disse...

Formigas sem rumo. Sim: há a primavera... e as outras estações...

Que bom que gostou do texto em meu blog! Aqui é show!

Abraço! E vamos confiar na vida!

Lily disse...

"Choram lótus de um quimono"

Moça,

Que sensibilidade a tua, que beleza de poema! Delicado, tão delicado, igual aos pezinhos pequeninos, em passinhos.

Beijos,

Suzana/LILY

Malu disse...

Anga ,

Todos de extrema sensibilidade
e beleza ...


Bjo.

Zélia Guardiano disse...

Anga, Anga, Anga...
Que riqueza estes seus versos!
Tocaram-me profundamente!
Muito profundamente!
Bravo!
Abraço forte, minha querida.

Sam. disse...

e o Sol ficou vermelho...

a tristeza diante do tamanho caos, abranda, qdo lemos essas homenagens, como a sua...

Um beijo, Anga!

Fernanda Tavares disse...

parabéns pelo blog...

muito macio tudo isso...

beijos:*

Daniella Caruso Gandra disse...

Mas as mazelas hão de deixar de aparecer, e eis que surgirá um período de novas jornadas e que fará todos os povos a repensarem em suas atitudes erradas. E reviva o Japão, país maravilhoso, cheio de culturas e sabedoria!!! Quando der, dê uma pasadinha lá no meu blog, pois têm postagens novas. Bjo.

APU disse...

Hola Anga.
Gracias por visitar mi blog y quedarte en seguidores.
un saludo.

Vera Andrade disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Vera Andrade disse...

Lindíssimo, Anga. Quatro hacais fortes, oportunos e comoventes.

"vivo e morto: a mesma sombra". Vale para todos neste momemto, japoneses ou não.

Beijos

Márcia Luz disse...

Anga

Sua sensibilidade sempre me faz chorar.

Um grande abraço.

Marcel Zaner disse...

Não sabia que você era boa de hacai, bonitinha. Muito bons! Bjs

Adolfo Payés disse...

Te sigo y te enlazo en mi blog poesía para visitarte con mas frecuencia..

Un gusto leerte..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que la semana que comienza, sea de las mejores.. mis mejores deseos..

FÊNIX CRUZ disse...

Imagem e palavras: casamento feliz.

Lindo tributo - por toda beleza de espírito que emana dele - parabéns!

Arturo disse...

Poderoso mar
Tormenta de fuego
Sombra del Sol

Saludos

Roberta Mendes disse...

Mais um outono radioativo a despatalar as rosas.

O césio entra pelas costuras dos quimonos. Quem fez para teus guerreiros armaduras frágeis de puro algodão? Faixas pretas abandonam as cinturas e multiplicam-se nos braços, nas bandeiras a meio mastro, eclipsando de luto a terra do sol nascente.

¨Celinha H disse...

Comovente e competente homenagem, Anga. Fiquei arrepiada já no primeiro hacai.
Beijos, querida!

Antonio Alves disse...

Enquanro isso os americanos ficam no Oba-Obama, jogando conversa aqui e mísseis na Líbia, como se a grave tragédia japonesa não fosse um problema de todos, principalmente da maior potência nuclear do palneta.

Beijos

Wilden Barreiro disse...

Muito bom, muito bom mesmo!
Beijo, Anga

ankmanpro disse...

Nice pics!!

Celso Carlucci disse...

ótimos haicais!
belo blog.
abs

Emoções disse...

O poeta é como o príncipe das nuvens. As suas asas de gigante não o deixam caminhar.

Simone Oliveira' disse...

Olá, Elza, primeiramente gostei muito de conhecer o seu blog. Bom, no caso dos seus comentários que sumiram pode ter sido uma das loucuras que o blogger anda dando há algum tempo, nesses dias últimos dias tenho visto reclamações de pessoas como mesmo problema seu: o sumiço misterioso dos comentários! Mas sempre eles resolvem o problema, espero que dessa vez, se for o seu caso, que também seja resolvido. É sempre dar uma olhadinha nos Fóruns de Ajuda do Blogger. No caso dos seus amigos foi uma pena terem perdido tudo mesmo! Mas essas coisas de perder conteúdo no mundo do blog é comum apesar de raro também, mas acontece! Deixei no meu blog um tutorial ensinando a fazer backup do seu blog, todo o conteúdo incluindo comentários, posts, tudo... É uma maneira de evitarmos perder o blog caso aconteça isso que aconteceu com seus amigos. Aproveita e passa dica a eles pra ficarem mais espertos! Passa lá e confere! (http://bau-da-nega.blogspot.com/2011/03/fazendo-backup-do-seu-blog.html)

Espero ter ajudado você em alguma coisa!

LE CHEMIN DES GRANDS JARDINS disse...

Le Japon est partout. Puisse cette catastrophe nous donner une meilleure conscience du monde et plus de lucidité par rapport aux choix politiques actuels. L'avenir n'est ni la guerre ni l'atome.
Peace and love

Roger

Joop Zand disse...

Very nice.....my compliments.

warm greetings from Hollanda, Joop

Celêdian Assis disse...

Esplêndidos haicais, Anga, com uma capacidade de síntese sensível e envolvente. Nada de mesmice por aqui, seu blog é fantástico. Obrigada pela visita ao meu. Seja bem vinda. Um abraço.
Celêdian

Rita Santana disse...

Irmanarmo-nos com o outros povos! Eis a ordem do dia! A sua poesia ajuda na construção desse sentimento e ajuda para que a gente encontre caminhos, possibilidades, jeito de ajudar pensando, criando, irmanando mesmo. Obrigada pela delicadeza das imagens criadas, pela síntese, pelo olhar. Um grande beijo!