terça-feira, 22 de dezembro de 2009

LIVROS QUE DEUS ME LIVRE!

¨
Literatura da pesada, imprópria
para maiores de 18 neurônios


Sem mais delongas, para não estressar a penca neurológica dos leitores interessados, aqui vão micro-resenhas de quatro extraordinários livros de merda recém-lançados.


Sexo sem risco em parede de chapisco - Seleção ilustrada de dezenas de posições sexuais altamente excitantes criadas pela sexóloga Elza Magna, que põe por terra, parede acima, um monte de leis moralistas e preconceituosas, tais como a da gravidade e aquela sobre a impossibilidade de que dois - e três e quatro ou mais - corpos ocupem o mesmo lugar no espaço.

Contos do vigário para pastores sem rebanho - Coletânea de golpes milagrosos criados por sacerdotes das mais diversas religiões, partidos políticos, bancos, laboratórios farmacêuticos, agronegócios e supermercados. Organização e sermão introdutório do mulá israelense Edmar Cedo.

Todo médico é fodão! - A Dra. Drauziófila Melanogaster Karecca ensina como entrar em qualquer consultório médico, de saco cheio de tanta doença, e sair com o bolso vazio mas livre da porra do saco.

Manual de inseminação, concepção, gestação e parto cesariano natural de prolixidades confusas, redundantes, quilométricas, pedantes, ocas e sem sentido visando à perfeita imperfeição da decorrente tanto quanto resultante cunhagem lapidativa multivocabular de expressões politicamente corretas - Obra-prima da literatura obscurantista, produzida - conforme bem informa a capa deste volume de 3.746 páginas - por "Diversos, variados, distintos e diferentes co-autores reunidos conjuntamente em grupo interpessoal corporativo".
¨

6 comentários:

Natalia F S disse...

Me acabei de rir com essas indicações de livros, Tuca. Fico imaginando como seriam essas posições sexuais indicadas pela louca da Elza Magna. E a Anga Mazle, não vai lançar nenhum livro desse tipo?

Tuca Zamagna disse...

Boa idéia, Natalia. Vou passar sua sugestão à Anga.

teopha disse...

Fala do meu livro, fala do meu livro, cacete!

Tuca Zamagna disse...

Calma, Teophanio. Nem li seu livro ainda. Mas, pelo título, "O tal do desodorante nasal", periga ser meio politicamente correto. E aí não dá, né, seu lorpa?

Mariflor disse...

Tutuca,

Essa editora não está precisando de revisor frela?
Pelo menos de literatura obscurantista eu tenho a minha cota...

Beijos

Mariflor

Tuca Zamagna disse...

A editora, eu não sei, mas o blog está precisando, sim. Pagamos um chope por cada três postagens revisadas. Topa?