segunda-feira, 13 de maio de 2013

O Grande Desfile de Pin-ups - Especial Elke Maravilha

.

A maravilha russa que revolucionou a estética carioca

“Um dia, por volta dos 18 anos, eu acordei, fui no meu armário e vi que só usava preto. 
Pensei: “Nada disso.” Peguei uma calça e rasguei toda, botei uma meia roxa, enchi a cara 
de batom, desgrenhei o cabelo e fui para a rua. Levei porrada. Meu dente entrou pelo lábio, 
tenho a marca até hoje. Pior foi tomar cuspida na cara, como aconteceu em Ipanema. 
É difícil ser a primeira, ousar, usar esse visual. Atualmente não assusto mais, mas tem
gente que acha que sou travesti. Agrado as minorias. Inclusive sou madrinha dos presidiários.”

“Na roça a gente não tinha acesso a quase nada. Mas quando eu voltei à Rússia, com 22 anos, entendi tudo. O coração da gente muda, mas o DNA, não. Foi aí que descobri por que eu gosto
 tanto dessa arte cheia de detalhes, de surpresas. Tem uma estética bizantina dentro de mim.”

‘‘Me casei oito vezes e sou amiga de todos os meus ex. Menos de um, que é psicopata. Um dia acordei de madrugada e ele estava sentado na poltrona vestido de Elke.’’

“Já tive homens mais velhos, 27 anos mais jovem e da mesma idade. Sou como aquela bicha 
da piada: não tenho tipo, tenho pressa.”

“Forças ocultas tiraram o programa Elke (SBT) do ar, ninguém me deu explicações. Quando 
eu dava 3, 4 pontos de ibope, estava bom. Quando subiu para picos de 15 pontos, acabou. 
Foi no dia seguinte ao que botei no ar um casamento gay.”

"Tem gente que é tão pobre, tão pobre, tão pobre... que só tem dinheiro."  

Elke Maravilha 

-----------------------------------------------------------------------------------------------  Imagens fontes ----------------------------------------------------------------------------------------------

9 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Muitas modas chocam com o gosto clássico que tem imposto regras duras.
As mudanças nem sempre são bem recebidas,mas são apresentadas sempre por gente rebelde disposta a quebrar as barreiras...

Tania regina Contreiras disse...


Os pioneiros se arrebentam de alguma forma, mas vale a pena. Ficar inteiro e parado não faz sentido.

Gostei da postagem.

Beijos,

Silenciosamente ouvindo... disse...

Venho agradecer seu registo no meu
blogue. Sempre há quem queira
revolucionar os hábitos.
Desejo que nos possamos visitar
com alguma frequência.
Bj.
Irene Alves

Joelma B. disse...

o que mais dizer, senão Maravilha!

beijo!

teca disse...

Exoticamente maravilhosa!!!!!

Beijos.

Ulisses Borges disse...

Oi! Vi que estás seguindo meu blog, daí vim aqui pra conhecer o teu, e dei de cara com a Elke, que é uma pessoa que eu admiro imensamente! Sério, eu admiro mesmo essa mulher, ela faz parte de uma tribo de pessoas que eu considero realmente inspiradoras! Gostei muito! Te seguirei com o maior prazer também! Abraço!

ringo disse...

當代商務中心
葵涌迷你倉
香港小型辦公室
香港自存倉
當代迷你倉
商務中心荃灣

Tuca Zamagna disse...

谢谢你,林檎,富有启发性的意见。

拥抱

Clotilde Zingali disse...

Revolucionar, no sentido elkiano do termo, deveria ser um exercício diário....

Maravilha essa Elke :)