segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Cópia viva

.


.. . . . . . . Ver-te, tocar tua mão,
.. . . . . . ..trocar os dois beijinhos
. . . . . . . da praxe entre conhecidos
. . . . . . . levaram-me a procurar
. . . . . . . esta fotografia tua
. . . . . . . dos dias no Paraíso.

. . . . . . . Nela tu não estás
. . . . . . . tão bela como agora,
. . . . . . . mas, .ao .contato dos meus
. . . . . . . dedos e olhar carentes,
. . . . . . . és muito mais real
. . . . . . . do que em carne e osso,
. . . . . . . hoje e para sempre.

. . . . . . . Fevereiro, 1987

37 comentários:

Maria Janice disse...

E foi de ali, logo em 1987?
Como deve estar mais bela, mesmo. Naturalmente mais.

Tuquinha querido, eu estou viva, sim, embora uma pseudo-humana, por conta dos estudos.
Falta só um semestre e meio, e volto a ser gente (por aqui e por aís)
Amei de tua visita. E agora que vi que não viste que retribuí. Enfim.

Isso aqui, bah, segue do jeito que gosto.

beijo, guri.

Bípede Falante disse...

Mais real que carne e osso!
Haja realidade.
Haja profundidade.
Haja existência!

Adorei :)

Beijoss

lidialaescriba disse...

precioso,!!!
un saludo
lidia-la escriba

me re inscribi aca,pues precisamente...fue jakeado!
nuevo blog
www.nuncajamashablamos.blogspot.com

Joelma B. disse...

tão lírico... lindo!!

:*

Assis Freitas disse...

a textura real do fotograma, a carne desta película,


abraço

Lily disse...


Ai, Tuca, que coisa mais linda!

Gostei do título, amei a imagem, e paralisei-me por segundos diante do poema... lindo, lindo!

Muito bom conhecer teu lado lírico, muito bom mesmo!

Vou ler novamente...

Beijos,

Suzana Guimarães/lily

Clara Belisario disse...

Coisa mais densa e delicada, Tuca. Adorei a sutileza das letras que começam clarinhas e vão escurecendo a cada verso. Lindo, lindo!

Beijos

Americo Gentil disse...

Um Tuca sem ironia, sem lança e tacape empunhados, mas nem por isso menos contundente e brilhante.

Abração

Tania regina Contreiras disse...

Nossa, achei lindo! O título não poderia ser mais adequado. Emociona esse.

Beijos,

Paulo Sotter disse...

Um poema datado e um amor eterno. Abraços

Maria Luisa Adães disse...

Estou longe do contexto, me parece, mas gostei do encontro!

Maria Luísa

Marcantonio disse...

Ouso discordar do pessoal: acho que você é sempre lírico. Esta aparente exceção só faz confirmar a regra!

Muito bonito. E gostei da perspectiva aérea, tão natural quando se trata do espaço, e tão relativa quanto ao tempo. Aqui você traz o sempre, muito nítido, para o primeiro plano.

Abração.

Tuca Zamagna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tuca Zamagna disse...

Queria muito, Marcantonio, discordar de você, uma vez que fosse. Mas não ouso, apenas ouço, ouço o eco... do teu olhar que vai longe para tudo ver e voltar, sempre, faiscando setas certeiras em todos os meus neurônios distraídos ou retardados.

Abração

Cris de Souza disse...

Quem diria... tão humano! Tô quase acreditando que você é de carne osso.

Beijo, trambolho*

Paulo Francisco de Araujo disse...

Bonito isso!
Um abraço

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Caramba... Me sinto tão mais pequeno do que já sou aqui...
Quanta criatividade,
Surrealismo impressionista,
Quantos pensamentos,
Poética,
Desejo e
Arte!
Parabéns Tuca! Te encontramos em casa e viemos conhecer-te.
Beijos beijos beijos da Loirinha, abraço manso...
...sabe... Prefiro assim... Sem rótulos...
E SALVE OS AMORES NUNCA ESQUECIDOS!

Regina Lemos disse...

Concordo com o Marcantonio. O seu lirismo transparece até nos seus textos mais irônicos e iconoclastas.

Mas que é raro (e delicioso!) ler um poema seu assim, denso de pura ternura, isso é mesmo.

Beijos

Lynce disse...

Perdoe entrar assim de mansinho mas é só para dizer que amei o seu blogue. Para além de escrever maravilhosamente bem, tem fotos muito espectaculares.
Beijinhos

Marcel Zaner disse...

Com lirismo explicito ou implícito, Tuca, o que alimenta todos os seus leitores é a qualidade de tudo que você posta.

No caso desse poema, o lirismo disfarça mas não esconde o seu humor, a sua fina ironia. Ou não há uma farpinha pronta pra espetar os incautos em "trocar os dois beijinhos / da praxe entre conhecidos"?

Abraço

Carla Diacov disse...

Dedos fazem milagres, maravilhas!


beijo!

Eleonora Marino Duarte disse...

o tempo é um
hífen
quando amamos...

muito bonito o poema, delicado, perfeito para a foto.


por falar em foto, gostei imensamente das fotos que se movem.

um beijo, poeta!

Danny Marks disse...

Parabéns,

Você foi contemplado com o Prêmio Dardos oferecido pelo Blog Os Retratos da Mente como reconhecimento de Danny Marks ao seu trabalho na blogosfera.

Para saber mais sobre o prêmio e retirar o seu selo siga o link http://osretratosdamente.blogspot.com.br/2012/10/terceiro-premio-dardos-para-o-retratos.html ou acesse www.osretratosdamente.blogspot.com

Obrigado por oferecer aos seus leitores, nos quais me incluo, uma excelente fonte de informação e diversão e que possamos sempre crescer juntos.

Forte Abraço,

Danny Marks
Editor Os Retratos da Mente

Ira Buscacio disse...

Tuca, vc é um romântico!
Bj com a dívida do chope que será paga, assim que o danado de um furacão, que resolveu invadir minha vida, for embora.

Dulce Morais disse...

É nostalgia feita poesia. O toque da lembrança.
Gostei!

Enigmático Byjotan disse...

Começa com ternura e explode como uma bomba de emoção.Cadenciada maneira de expressar o amor, confesso que gosto muito.Beijo de quem te lê e segue.:-BYJOTAN.

Vampira Dea disse...

Quanta ternura, quanto tempo, lindo

Pedro Luis López Pérez disse...

Esa Copia Viva que es corriente de sensaciones al tacto y Paraíso para la vista.
Ternura y Nostalgia.
Una Preciosidad de Composición.
Un abrazo.
¡¡¡Gracias!!! Por ser mi Seguidor; a partir de ahora, si no te importa, me gustaría ser Seguidor de tan bello Espacio, lleno de Sensaciones y Fantasías.
Un abrazo.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Belo poema.Perfeita combinação de palavras que nos eleva a alma.Você é poeta e por isso, tem magia.Sua poesia é cheia de encantos.Um grande abraço!

Armando Manrique Cerrato disse...

Hola Anga: He estado viendo un poco tu blog y me parece muy interesante. Muy buenas y originales tus poesías y también las fotos. Gracias por tu visita y po haberte hecho seguidora de mi blog. Un saludo desde España

Jeferson Cardoso disse...

Se toda matéria é uma realidade, a fantasia material não o é menos existente. Tuca, a propósito, por acaso, já passou por alguma situação moral delicada na vida? O http://jefhcardoso.blogspot.com anseia por um comentário de sua parte. Abraço!

Marco Rocca disse...

Um belíssimo poema... Adorei!

the late phoenix disse...

i loved SKINS UK, the original and still the best series, i am so sad that it's now over, but there are always the memories...

SILVIA disse...

such a pretty blog
in love with it!! =P
xx

Márcia Luz disse...

Gosto do Tuca lírico. As ironias para mim são distração que, simultaneamente, me tiram e me mantêm na realidade. A lírica é êxtase, é tocar o avesso, do avesso do avesso...

lidialaescriba disse...

había leído,hoy,bastantes blogs, la mayoría en portugues, que finalmente comprendo, pues no se por que hay seguidores de esta lengua,tan bellla...mañana es el día de la NO VIOLENCIA DE GÉNERO,pero...hay tanta pero tanta, que viene de parte de las informaciones-no selectivas- que hmmm no se cuales,podemos dejar de lado!

HERMOSO POST!
gracias por estar
lidia

Danny Marks disse...


Oi, estou oferecendo para você e seu blog um selo de qualidade e uma brincadeira que compartilhamos na blogosfera. Se quiser aceitar participar, entre no link abaixo e siga as regras listadas.
http://osretratosdamente.blogspot.com.br/2012/11/novo-selo-para-o-retratos-da-mente.html
Forte Abraço,
Danny Marks
WWW.osretratosdamente.blogspot.com