terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

AMOR EM GOTAS (sabe-se lá de quê!)

.

Anga Mazle

Uma união estável. Ele: “Não chega a ser uma prisão.” Ela: “No máximo, um zoo.”

Dos nossos pontos em comum, relevantes eram só os das cicatrizes.

– Ela só sabe gritar comigo, dizem os vizinhos. Quanto a mim, bendita surdez.

– Ele só quer o que eu nunca tive ou o que já me levou.

Não transavam nem dormiam sem antes apagar todas as estrelas. Para isso, não poupavam baixezas.



Era o casal e seus fantasmas. No começo. Depois, eram só os fantasmas.

Dava para levarem bem o casamento. Ele era um saco. Ela, uma mala.

Tinha tanto homem na festa que ele, até lhe liberarem sua esposa, deu para uns dez.

Ele a comia como a uma uva. Hoje, passa.

A cada sapo que ela engole, ele vira um príncipe.



Ótimos de cama. Transam todas as noites em sonho.

Um homem tão dedicado que até pulga pro cão da esposa passava.

Uma mulher tão fiel que nunca traiu seus amantes com o marido.

A surra, ela perdoaria. O beijo depois, jamais.

Era um amor tão infantil que, no 69, um chupava o dedão do pé do outro.


. . . . . ... . . ... . . . . . . . Imagem 1: http://thehottestshit.blogspot.com/

. . . . . ... . . ... . . . . . . . Imagem 3: www.robertoferri.net/gallery

41 comentários:

Ives disse...

Nossa, muito lindo, parabéns! abraços

Aleatoriamente disse...

Oi Anga,
menina que salada! rsrsrs..
Sei comentar não viu?
Mas um beijo eu deixo.

Com carinho.
Fernanda.

Thiago Quintella de Mattos disse...

Muito bom mesmo! A do levarem o casmento bem, foi o máximo do trocadilhismo! hehehe

Valéria Sorohan disse...

A vida é assim mesmo, como ela é.
E levando em consideração que na vida "tudo se resume a sexo", é sempre mais interessante ser infame ao invés de ser bonzinho.
Hipocrisia é às vezes necessária, sem ela não existiria fantasia, muito menos os personagens.

Fica com meu beijooO*

Tita Nasc disse...

Tô rindo muito com o 69 infantil...

Muito bom, Anga, refletir sobre o lado perverso dos relacionamentos a partir da sua visão irônica.

Beijos

Malena disse...

Diabo de casamento mais sem jeito... Ou será mais com jeito? :)
Abraço lusitano

Deco disse...

Que show, Anga! Nem sei dizer qual dos textos é o melhor. Acho que fico com o primeiro, pela integração com essa foto incrível.
Beijos

Maria Regina Lemos disse...

Você anda mais cruel que o Teopha e o Tuca, Anga. Não vê que essas gotas ácidas podem pingar e destruir a fantasia de moças sonhadoras como eu?

Beijos

Anga Mazle disse...

Ives,

Obrigada, moço.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Fernanda,

Da próxima, sirvo um churrasquibho junto com a salada, viu?

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Thiago,

Um saco e uma mala levam bem o casamento... até o caixão!

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Valéria,

Sei não. Acho que quem cria personagens hipócritas não precisa ser hipócrita também. Espero que seja o meu caso...

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Tita,

Experimenta! Experimenta!... Pode ser mais engraçado ainda... rs

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Malena,

A qual deles você se refere? Não é um só, não. Mas se são com jeito ou sem jeito, você decide.

Beijos tupiniquins

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Deco,

Valeu, querido. Também gosto muito dessa integração do primeiro texto com a foto. Eu a tinha guardada há meses, esperando uma oportunidade para usá-la.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - =

Maria Regina,

Eu, mais cruel que o Teopha e o Tuca? Bondade sua, querida.

Beijos

Regina Conde disse...

Dá-lhe, Anga! Muito engraçados esses textos. Minimicrocontos...

Beijos

♪ Sil disse...

Hehehehe, Anga, eu que talvez numa outra vida, ainda tivesse a intenção de uma possivel união a dois, já desisti nessa vida mesmo .
A do 69 me matou de rir kkkkkkkk

óóó céus!

Um beijoooo

A Escafandrista disse...

Oi, Elza, agradeço seu comentário no meu blog. adorei o que falaste sobre ariano suassuna... outro dia desses estava vendo umas entrevistas dele para o Jo Soares, no youtube. Sempre rio bastante, ele é muito bem humorado e de uma criatividade e originalidade impares! bjs

Katinha disse...

Anga, querida Anga, sua ironia é tudo de bom! Arreganha a realidade. Ai...
Beijos

Cristina disse...

Oi Obrigada pela visita no Destino..
Não conhecia te blog..adorei
Tua forma de escrever faz a gente "pular" para assimilar..Amei rss

Bjsss

Americo Gentil disse...

Excelente painel da guerra conjugal, Anga. Seu humor e malícia tornam tudo mais contundente porém saboroso.

Abraços

guímel disse...

Muito bom... mas a última foi demais...rsrs
Desopilei!

Bjsss

Lu Barros (Eluza) disse...

obrigada pela visita e por seguir-me, deixo uma rosa para você! bjus de luz e paz!

Cynthia Osório disse...

Um amor que de infatil, pereceu antes de amadurecer!

E que beleza de escrita, hein, Criatividade mode on!

Anga Mazle disse...

Regina.

Obrigada, queridíssima.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Sil,

Espero que a desistência não tenha sido gerada pelas minhas palavras. Você, sozinha, só não é um desperdícios porque nós, seus muitos amigos, a consuminos com intenso prazer!

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

A Escafandrista

Foi a Elza quem falou. Mas, seja lá o que foi, eu endosso. Ariano é uma paixão comum a todos aqui do DS.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Katinha,

Pra mim, o que arreganha de fato a realidade é o amor que sinto por gente como você e seus dois fofos.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Cristina,

Valeu, querida. Gostei da definição. Pulemos bastante então.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Americo,

Apesar da "contundência", pode acreditar que eu sempre espero que dessa guerra brote o amor.

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Guímel,

Acho que esse 69 cheio de dedos aguça as fantasias infantis de muita gente. E se faz rir, melhor ainda: que todos tenham muitas fraldas pra tocar.

Beijos


= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Lu,

Obrigada pela rosa iluminada de paz!

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - =

Cynthia,

Valeu, querida. Sempre muito bom ter você por aqui.

Beijos

Elisa disse...

Adorei os textos e as fotos!

Beijos

Marcel Zaner disse...

Textos impecáveis como sempre, Anga.

Acho o máximo o cuidado que vocês têm de informar a autoria das imagens. A foto do meio, suponho, foi colhida em algum blog que não fez isso, certo?

Beijo

Roseane disse...

"Dava pra levarem bem o casamento. Ele era um saco. Ela, uma mala."

Adorei as frases que compõe esse texto. Falam com muita ironia de um casamento a ponto de afundar.

Corrobora mais meu terror a casamentos, kkkkkkk!

Abç e obrigada pelos elogios ao meu texto lá no blog. Voltarei aqui para conferir novidades.

. Nadine disse...

Fiquei encantada com sua maneira de escrever!

A realidade de muitos casais.
"A surra, ela perdoaria. O beijo depois, jamais." Bem profundo.

Obrigada por me seguir,
estou te seguindo também, beijo.

Emíliana disse...

Se todo o casamento fosse assim...rsrs,acho que seria muito melhor do que pior do que já é!
Obrigada por passar no blog,e me relembrar de vc.Vinha te acompanhando,mas acabei me perdendo por tantos blogs afora nesse mundo virtual tão grande.Me achei de novo!Adorei o carinho e o respeito de tuas palavras.Já me deixou com vontade de um Ping Pong com vc,só pra saber tuas respostas...rsrs,pensa nisso ok?
Beijao

Marli Boldori disse...

Que belo jogo de palavras.Resolvi ler seu texto para me desconstruir,mas juntei tudo e acabei construindo o mais sensual poema.Parabéns .Um grande abraço!

Anga Mazle disse...

Elisa,

Valeu, querida.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - = - - =

Marcel,

Obrigada, lindão.

A imagem do meio me foi cedida pelo Teopha, que há colheu há tempos de um blog que não dava o crédito. Mas quem souber o autor, é só informar que a gente acrescenta.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - = - - =

Roseane,

Na verdade, os textos não têm conexão, nem relação direta com minhaas vivências. Se assim fosse, eu teria vivido o casamento mais doido da história, né?

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - = - - =

Nadine,

Gratíssima, querida. Quanto à profundidade que você viu no texto citado, ela vem é de você, do seu olhar sensível. Sou rasa, pobre de vivências e reflexões. O que me enriquece é a atenção, o carinho e a benevolência dos amigos.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - = - - =

Emiliana,

Você conhece casamento com todos esses condimentos letais? E os dois sobreviveram?

Quanto à visita, deve ter sido feita por um dos meus três parceiros. Informarei a eles sobre a sua proposta.

Beijos

= - - - = - - - = - - - = - - - = - - - = - - = - - =

Marli,

Obrigada, querida. Pelo elogio verbal e, principalmente, "visual" - desses seus olhos que tiram leite das pedras!

Beijos

The extended phenotype und extinct gene sequence disse...

Era uma vezinha
Mas não era uma vizinha
Ruídos Incidentais de estar vivo
Morto produz menos ruído
Exceto se o Inseto
Tiver sido filmado

Vera Andrade disse...

Ótimos tira-(des)gostos da vida conjugal, Anga!

Beijo

Márcia Luz disse...

Oi, Anga

Que delícia! Fiquei dividida entre o beijo imperdoável e os fantasmas.

Um grande abraço.

Aline Chaves disse...

kkkkkk Hilário esse 69! Bjs

Angelo Lira disse...

Empedernida? Recorri ao pai dos burros, gostei da palavra, apenas a achei simpática. Para usá-la, empreguei-a num soneto, mas cabe advertir que sou um grosso e nada entendo disso.
Deixemos de falar de meu post e do seu comentário, falemos de seu post.

Uma forte tapa na cara de meu romantismo clássico, onde tudo converge para o bem, mesmo que só lá no fim.

O que Cintila em Mim disse...

É POR ISSO QUE NINGUÉM MAIS SE CASA... É O MEDO.

Isabel disse...

Muy simpática la primera foto!

Carlos Kurare disse...

Anga Mazle,

Que delícia de texto, permita-me ter a honra de postá-lo em meu Blog.

Um abraço!

Carlos Kurare

"A paixão mata a fome do corpo. O Amor alimenta a Alma".
Carlos Kurare

Lily disse...

"A cada sapo que ela engole, ele vira um príncipe."

Moça,

Quando vi o título do post, gostei de imediato, mas não pude passar aqui. Ainda bem que agora vim e vi tudo. A-DO-REI, do título, passando pela imagem, ao último ponto do texto. A frase acima, então...

Temos anjos em nossa construção, mas esses anjos podem em segundos tombar, irremediavelmente.

Beijos,

Suzana/LILY

P.S.: aproveito a oportunidade para convidá-las a participar do meu "clube da Suzaninha, onde entra bolinhas". Eu não me esqueci das moças do DS, apenas não tenho seus e-mails.

Luissiana Naranjo disse...

bellísimo blog, saludos

paulo disse...

E não é que todos conhecemos alguma relação semelhante a estas descritas?

Muita inspiração, Anga.

Beijo

Tatiana disse...

Anga querida!!!
Desculpe o sumiço, me mudei e tem sido uma loucuuuura...como voce viu, meu ultimo post tem seculos..rs!!!
Esse 69 de um amor infantil está hilaaaario...hahahaha...morri de rir!!!
b
Beijocas!!

beatrice De disse...

Bienvenue sur mon blog !
la photo du zèbre me rappelle une vitrine d'opticiens. J'avais utilisé cette photo en poster avec des formes de violoncelles en support lunettes. Le slogan * ne soyez pas prisonnier d'une mauvaise vue. En français, être en prison, c'est être au violon !

Tatuagem disse...

Muito bem hehehe!

Rolando Palma disse...

"A surra, ela perdoaria. O beijo depois, jamais."

Ficou-me esta na memória. Ou de como a brincar, a brincar... se dizem as verdades escondidas.

Um óptimo fim de semana