segunda-feira, 19 de julho de 2010

A música

.
.

. . . . . É música o que o teu corpo toca em mim... Não, não. É só o meu coração que . . . . . assovia, à penumbra da memória, a melodia que esqueceste em mim.

¬ ¬ ¬

. . . . . . .. Tudo de algum valor que ela lhe deu, ele guarda bem guardado. E há muito, . . . . . . . muito tempo... muito antes de calhar de conhecê-la.

. . . . .

Fonte da imagem: http://vai-se-vindo.blogspot.com

.

.

27 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Show, Tuca!
Demais!
Adorei!
Grande abraço

Joshua Naraim disse...

A melodía que esqueceste en mim...

Mucha sensualidad, belleza y evocación en este post.

Un saludo desde muy lejos.

Patricia s2 disse...

muito bonito...
A música que nos traduz.
bejuxus!

Ana SS disse...

Olá!
Obrigada por participar do Significantes.
Por aqui, tb te sigo!
Um abraço.

Rafael Castellar das Neves disse...

Gostei disso, Tuca...simples e carregado!! muito bom!

[]s

☆Lau☆ disse...

La musica, el piano, y el arpa... Instrumentos que me matan....

Tuca Zamagna disse...

Valeu, Zélia! Grande abraço

Gracias, Joshua! Saludos

Se te traduz também, Patricia, fico feliz. Bejuxus!

Excelente o teu Significantes, Ana! Passaremos lá com mais calma. Um abraço

Valeu, Rafael! []s

Não, não morra, Lau!!! Trocarei o piano por uma tuba!

Karine Melo disse...

Olá... agradeço a visita, te sigo também!

beijos e uma boa semana :*

:)

Tuca Zamagna disse...

Não carece agradecer, Karine. Estamos empatados, embora eu ache que a vantagem seja minha. Beijos, e boa semana pra você também (:>

Belkys disse...

>Me gusta este blog.

Alexa disse...

Poxa, tocantes estes versos. Gostei muito do seu blog e muito obrigada por seguir o meu!
Beijo!

Laís disse...

Lindos os microcontos desta e da postagem anterior!

Tuca Zamagna disse...

Gracias, Belkys!

Na verdade, não planejei fazer versos, só dois contos mínimos. Mas se você viu neles dois poeminhas, legal também, Alexa! Beijo

Valeu, Laís!

Marcel Zaner disse...

Me amarrei nestes contos de réis ilustrados com pianos. Continue a série. Adoro pianos!

Tuca Zamagna disse...

Postarei outros, Marcel, assim que arranjar alguma boa foto sem mulher atrapalhando a visão do piano.

Sutra disse...

Adoro a tua música...obrigado... ;)


beijo
Sutra

Deco disse...

Maneiríssimo, Tuca. Abraço

Helena Vega disse...

Textos fortes e sensíveis!
Gostei muito do seu blog. Voltarei. Bjs

"YLLE" disse...

um coração guardado na mente, será sempre relembrado numa musica...

Liza Leal disse...

Oi Tuca!
Gostei muito.
Sim... Ha pessoas q tem o poder de deixar sublimes melodias em nossas vidas.


abç
=)

Tuca Zamagna disse...

Obrigado digo eu, Sutra. Beijo

Valeu, Deco. Abraço

Obrigado, Helena. Volte mesmo. Bjs

Márcia Luz disse...

Ahhh!... Deixe a mulher "atrapalhar" o piano. Não é bom que o substantivo masculino fique só. Como soará a música que há, tão quieta, dentro dele?

Beijos

Tuca Zamagna disse...

E uma mente guardada num coração, mais ainda, Ylle. Obrigado pela visita.

Obrigado, Liza. É isso aí, elas têm esse poder mesmo.

Você tem toda razão, Márcia. Mas não se preocupe, por aqui jamais circulará um piano sem "pilota". Estava só devolvendo a ironia pro Marcel. Beijos

Sobre Pele disse...

ine-briante e belo o que vejo aqui..

Tuca Zamagna disse...

Obrigado, Sobre Pele.

A Mina do cara! disse...

uma pianista assim aqui em casa seria bom, viu...

Tuca Zamagna disse...

Aqui em casa também. Mas Bianca, a minha lagartixa de estimação, é muito ciumenta.
Ei, peralá, você é A Mina do cara ou O Cara da mina? Ou será que é A Mina da mina?...