sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

São Paulo tá com tudo e não tá prosa!

.
Ricos e pobres se esbaldam
na nova Veneza brasileira

.
.

A capital paulista vive um verão mágico, com muita alegria e prazer vindo à tona das águas que cobrem e enfeitam todas as ruas da cidade. Acabei de chegar de lá. Trouxe na bagagem uma gripe terrível, algumas tilápias xexelentas que se aninharam na minha mala, mas muitas, muitas recordações de momentos inesquecíveis. Confira nestes flagrantes: seja entre os bem-nascidos dos Jardins (foto ao lado), seja entre os mal-paridos de Capão Redondo (abaixo), tudo é festa para a população paulistana!

.

.

10 comentários:

heliojesuino disse...

o do capão redondo seguramente é um carioca exilado.
Os ribeirinhos locais estariam lamentando a perda de seus pertences e pensando num jeito de voltar ao trabalho.

Américo Gentil disse...

tô morrendo de inveja. o marzão dos paulistanos é maior e mais sujo que todas as lagoas do Rio juntas!!!

Paulinho Saturnino Figueiredo disse...

Que para uns bem nascidos, assim úmidos, sobre ao menos uma gripezinha suína, que a dengue dos mal paridos está garantida, isso se a leishmaniose assim o permitir...

Tuca Zamagna disse...

Sei não, Hélio. Esses bairros proletários de Sampa têm muito mais "estrangeiros" que paulistanos. Principalmente, nordestinos, que devem adorar essa água toda, pela seca que ainda lhe resseca a memória.

Bem, Américo, se o "marzão" estiver mais sujo que a Rodrigo de Freitas, já é dose para jacaré - nadando de costas, claro.

Amém, Paulinho!

Wilden Barreiro disse...

Quando olhei a foto do "bar" flutuante achei que as cordas que saem da bóia estivessem presas no cara de bermuda vermelha. Um âncora, o Bóris Casoy de Capão Redondo... Só depois , ampliando a foto pude ver que ele está além das cordas, que devem estar presas num poste.

Nanda disse...

Só não vale fazer xixi na água, senão estraga!

Lupe disse...

E continua chovendo forte lá. A festa deve estar melhor ainda!

Tuca Zamagna disse...

Não faz a menor diferença, Nandinha. O Tietè e vários outros esgotos da cidade já se misturam às aguas que alagam as ruas...

Poie é, Lupe. Haja criatividade pra se divertir. Já deve ter gente dando festa em cima do telhado e fazendo piquenique em torre de igreja.

Anônimo disse...

Como faço para enviar esses textos para o e-mail de meus inimigos?

Tuca Zamagna disse...

Você pode clicar no ícone envelope que fica no pé da postagem. Ou selecione a postagem toda, copie e cole direto no e-mail. Neste caso, às vezes altera um pouco o tamanho das fontes, o que você pode corrigir no e-mail, ou não. Mas tem o seguinte: se seus inimigos são estourados e têm armas, por favor informe que colheu a postagem num blog de um oiapoquense!