domingo, 26 de dezembro de 2010

Do feminino à flor da pele

.

Feminino
Num passe de mágica, tornara-se mulher. A mulher mais linda do mundo. Mas logo o encanto se quebrou, estilhaçado pelo olhar impiedoso do espelho.

O olho
É cega de um olho, mas isso não me incomoda nem um pouco. O problema é o outro, que enxerga demais.

.
Quatro letras
Duas pombas aos arrulhos, namorando no cocuruto da estátua. A garota correndo e arrastando pela coleira sua cadela no cio, seguidas por todos os vira-latas da praça. E a velha, sentada no banco, quebrando a cabeça numa palavras cruzadas: “prática à qual a libido induz... quatro letras...”

Sereia
Conheceu uma sereia. Se apaixonou, no ato, pela metade boa de cama. E comeu, frita, a metade que não tinha espinhas e falava demais.

À mercê dos ventos
Cansada de tanto sonhar, parou no meio do caminho, à mercê dos ventos que, pouco a pouco, a levariam de volta ao nada de onde partira.

Quebra-cabeça
Ela ruiu por completo, mas aos poucos foi se remontando, como num quebra-cabeça. No fim, faltava uma peça: justo a que a levara à ruína.
..
Silêncio injusto
Ela justificou-se, chorando; caiu de joelhos, suplicando perdão. Mas ele se foi, sem dizer nada, sem sequer aplaudir o seu ótimo desempenho.

Irretocável
Quando jovem, o seu problema era achar o batom na bolsa. Hoje, é achar os lábios.

Queira Deus
Na casa dos espelhos, ela já não sabia qual das mil imagens do filho era ele. Catou quantas pôde e saiu. “Queira Deus que uma dessas seja ele.”

Água-viva
Miúda e tímida, chegava e nem era percebida. Que a molestassem, porém, por intento ou por descuido, para ver o quanto ardia tanta transparência.

O terço final
Um terço da vida a juntar retalhos; mais um terço, a emendá-los. Com a colcha pronta, cobriu-se toda, emendando o terço final na eternidade.


À flor da pele
Podia vestir-se dos pés à cabeça que, ao sair à rua, todos a viam completamente nua. Preferia correr pelas matas, em dias assim – de alma à flor da pele.

* * * . . . . . . . * * * * * . . . . . . . * * * .
Silêncio injusto: imagem extraída do excelente blog de Helena Castelli

37 comentários:

Ives disse...

olá, pegamos um pouquinho daqui, ali, mas sempre falta algo, mais a amizade verdadeira que completaria a nosso todo, abraços

Diferente disse...

Un poco complicado, pero buenuno todo el racionamiento.

Felices Fiestas

Zélia Guardiano disse...

Maravilha, Tuca!
Maravilha!
Adorei tudo.
Identifiquei-me, sobremaneira, com o caso do baton...rs...
Grande abraço!

frô disse...

respirei todos. Libélula poleniza?

Ana SS disse...

Curtos-contos lindos.

palavrasdeumnovomundo disse...

Tuca foi com alegria que lhe encontrei entre meus parceiros do blog. Quando descobri sua página me encantei de imediato e por isso comecei a te acompanhar dias atrás. Agora vou linkar seu blog pra que eu possa acompanhar todos os novos posts. Excelente esse conto intercalado com imagens.Ah e adorei seu texto sobre as eleições, concordo com tudinho que está ali. Voltarei sempre e lhe espero tbém lá no meu canto.
Forte abraço e um 2011 com muita saúde, paz e sucesso! Rosa

Néstor disse...

meraviglioso ragazza il tuo lavoro sul blog. buon natale!!
nestore

Helena Castelli disse...

Tuca... sinta-se à vontade de usar a imagem que quiser... tudo o que posto em meu blog é para ser compartilhado.

Fique com meu carinho.

Lily disse...

Tuca,

O "quebra-cabeça", o "silêncio injusto" e a "água viva", além do olho, é claro, é tudo muito de mim. O olho danado vê mais que devia, um só e faz estrago... imagina em terra de cego.

Adoro quando você faz este tipo de publicação: vários sentidos em um, criatividade a mil.

A colcha de retalhos, fica para mim, para os meus últimos dias (na velhice!).

Beijos, querido!

P.S.: se você sumir, snif... ficarei triste. Adorei tuas palavras deixadas lá em casa, para mim.

Maria Clara de Claro Lira disse...

Tuca, Fiquei tão lisonjeada com o teu comentário!
Adoro comentários que me fazem pensar, como se uma continuidade do que escrevo!
Muito obrigada pelas belas palavras e sinta-se em casa, Clareando meus textos sempre que quiser!
=D
Abraços

Lily disse...

Olá's,

Passem lá nas minhas casas... acrescentei adornos à decoração.

Beijos,

Suzana/LILY

Ale Danyluk disse...

Ponderações mais do que perpicazes...
Essa sua inteligência é sempre muito bem colocada e extremamente bem vinda.
Adoreiiiiii
Beijo Tuca
e um ano novo de sonhos pra você.

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li.

Um abraço e fique com DEUS.

mais de mim disse...

Passei por aqui li e reli.
Aproveito para te desejar um estupendo Ano-Novo!

Alex

Ricardo Novais disse...

Ótimo o nanoconto o do Olho; aliás, todos são muito bons mesmo!

***

Caro Tuca, e todos vocês do DS, neste ano que já é quase morto uma das coisas mais incríveis, para mim, foi conhecer este espaço - fascinante mesmo. Que em 2011 as letras ácidas e inteligentes, reflexivas e humorísticas continuem a provocar o leitor e a dá-lo um tapa de reflexão no rosto com luva de pelica.

Feliz 2011!

Um abraço,
Ricardo.

Pink disse...

Adoro o que vc escreve.

É tudo muito inteligente, mas ao mesmo tempo simples e me faz pensar e inspirar...

Feliz 2011, querido.

Beijos em seu coração.

Americo Gentil disse...

É sempre um prazer imenso "contar" os seus contos de réis, Tuca.

Um 2011 maravilhoso pra todos os autores e leitores do Desinformação Seletiva!

Abraços

rms disse...

:)

Clara Belisario disse...

Demais, demais, como sempre seus contos de réis Tuca.

Feliz 2011 para você, Anga, Teopha e Elza!

Beijos

Regina Conde disse...

Seu humor está sempre afiado, Tuca. E de braço com o lirismo e a reflexão profunda.

Um beijo

Thiago Quintella de Mattos disse...

Eu me amarro nestas sequências! A da serei, do olho, do feminino, do terço de vida! Todas, excelentes

Lupe disse...

Como eu gosto de te ler, Tuca. Espero que você e a turma comecem 2011 a mil, postando mais como antes.

Beijos

Aleatoriamente disse...

Tuca saboreei em cada tom a inigma dessa história.

Beijo.
Fernanda.

Lua Nova disse...

Dois deles me pegaram e se embolaram comigo... "Água-viva", que me emocionou e me fez rir, pois além de ter 1:49cm de altura e ser muito modesta, me identifiquei tanto que tive a impressão que era de mim que vc estava falando) e "À flor da pele", já que estou quase sempre à flor da pele com essa minha natureza bipolar. Esse me levou às lágrimas.
Os outros também são sensacionais. Acho que cada um a seu jeito nos remete pra bem dentro de nós mesmos e isso sempre causa um certo desassossego, mas também é sempre produtivo, pelo menos pra mim.
Meu querido, já te disse, mas vou repetir: admiro muito sua inteligência, sagacidade, sua sensibilidade que lhe levam a escrever dessa forma tão arrebatadora e envolvente. Gosto de tudo que vc escreve e, confesso, quando eu crescer quero escrever como vc.
Tem um link pro seu blog lá no Chocolate. Passe lá pra ver se ficou bom. Parece que é o único jeito de vc me visitar, né???!!! Que ódio que eu fico de vc não ir lá!!!!
Um 2011 perfeito e feliz, produtivo e bem remunerado... rs
Beijokas.

F@bio Roch@ disse...

Cheguei, li e gostei!! PARABÉNS!!!

Já te sigo!...se puder, visita minha página, seria uma honra tê-la como seguidora.

MUITA PAZ!!!

Marcel Zaner disse...

Que lindeza a gata da primeira foto!.. rs... Perfeita pra ilustrar o microconto.

Do resto nem preciso falar, Tuca. Já cansei de dizer que você é grande nesse gênero "menor".

Puta 2011 pra você, Anga, Teopha e Elza!

Abraços

Aleatoriamente disse...

Tuca,
você é uma figura que eu a d o r o !
Obrigada pelas palavras tão doces.
Acho que o Estado Aleatório está mais parecido né amigo? Rsrsrs
Pra nós todos meu querido, um 2011 cheio de tudo de bom!
O que não pode faltar? Verdades, carinho, língua afiada mais só se for de amor rsrss, caminhar juntos, união e Tuca sempre!Dando um sabor especial nas nossas vidas.
Gostou da foto? Então ta bom! Rsrsrs...

Beijo querido.
Fernanda.

Abuela Ciber disse...

Deseo que este año que comienza te regale todas ellas!!!!!!!!!

Tres cosas irrevocables para la Vida son:Tiempo…Palabras…y Oportunidades

Tres cosas que no debes negarle a tu Vida son …Serenidad …Honestidad …Y Esperanza …

Tres cosas que son tu Elección …Tus Sueños …Tu Exito …Y tu Destino …

Tres joyas que se tienen en la Vida son…Amor …Autoestima …y Verdaderos Amigos …

Buen año 2011 para ti y tus seres queridos !!!!!!!

Ira Buscacio disse...

Adorei todas as minimalistas,Tuca, mas o que bateu comigo de cara foi à flor da pele, principalmente, pq a imagem me lembrou meus 20 aninhos, quando nem sabia o que era a força da gravidade.
Bom, eu sou msma apaixonada por essa sua sagacidade e espero poder continuar a namorá-la por todo o ano de 2011.
Desejo pra vc um ano bem bacana, com realizações, amor e mt paz. Espero vc em 2011, no Faces.
bjs, Anga, Elza, Teopha e um especial rpa vc.

Patrícia Gonçalves disse...

TUCAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!

MUito bom te ler!!!! Já falei pra você fundar uma igreja!!!!

Sem querer resvalar para tietagem pura e rasteira, mas você é do cacete!!!!
Adoro seus mini contos, tanta vida, verdade, beleza.

Mas, desaforo eu não levo pra casa!!! Cataguaz é muito mió que Leopoldina!!!! A gente tem tudo lá, a semana da arte moderna inteira, Djanira, Niemeyer, etc etc e mais montão de artista das mais variadas estirpes!
E a gente tem o Rio Pomba, que quando chove enche e entorna pela cidade toda!!!

Querido, um MARAVILHOSO 2011 pra todos nós!!!! Todas as coisas boas do mundo, mundo não, universo!!!!

Beijo ENORME!!!!

Pólen Radioativo disse...

Tuca, menino, que pontaria, heim!?

A "Sereia" está de lamber os "beiços"!!!

Meu querido, muita energia positiva pra você em 2011, viu!

Mil beijos...

Luis Paulo Quintela disse...

Tuca, seus contos de réis estão entre os melhores textos que li em blogs em 2010.

Que essa inspiração continue a te guiar e nos brindar com textos tão especiais em 2011!


Abração

Malena disse...

Contos maravilhosos ilustrados de forma fantástica! :)))
Abraço Lusitano.

Katinha disse...

Credo Tuca, você está a cada dia mais fantástico e impiedosamente irretocável! Beijos.

Jenny Paulla disse...

sabe Tuca,
foi uma das melhores coisas poder ter conhecido vc pelas suas palavras.mas parece tãoo pouco só ler seus textos no blog.eu não sei,é raro isso acontecer,mas poucas pessoas me deixam inquieta,numa necessidade de querer saber mais!hahahahha
eu acho que eu estou sempre à flor da pele,por isso quando eu sou atingida,é forte (escarlate) demais.
bom,até chegarmos a alguma solução pra minha inquietação,eu vou tomando meus comprimidos de sossega leão.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
melhor,leoa.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
acho que 2011 promete grandes coisas.espero não viver demais e poder postar mais no blog.eu me perco vivendo e esqueço de relembrar.mas agora nas férias(depois de um estágio até o fim de janeiro) estarei um mês(fevereiro) tomando suco de maça e olhando minha parede craquenta. nesse tempo eu vivo de novo e te conto.
quem sabe a gente ache a solução.
e quando ao viver menos,claro que é mentira!
;)
~bjos querido

Maria Janice disse...

Tuca, palavras-cruzadas de nível dificílimo. Pô, complexo, com nexo, perplexo... cabe aqui dizer que ela nunca descobriu o poder do SEXO. Talvez tenha ficado tempo demais envolvida só com a colcha.

À flor da pele.
A beleza, às vezes, é uma merda. Mas o custo do desafio de provar a existência de alma/intelecto para além de um rosto e das curvas, é recompesada pelas caras de espanto masculinas. Diversão garantida - sem nunca esquecer de carregar uma figa no pescoço para hipnotizar os olhos das outras mulheres.

beijo, Tuca provocador.

Rosane Marega disse...

Uau!!!
Adorei todos.
Beijosss