sábado, 27 de novembro de 2010

Da iguaria à clausura

.

Iguaria

Comia qualquer coisa com supremo deleite. Arroz passado, carne dura, feijão sem tempero. Era sonhar com a amada-que-não-tinha e tudo virava iguaria.

.

Espanto

A cada três marteladas no prego, uma no dedo. Não sei o que é mais espantoso: se ter tantos quadros pendurados pela casa ou tantos dedos.

.

Gozo

Pecava, por tanto pecado que não cometeu. Ardia, em todos os fogos que não atiçou. Gozou, com o único suspiro que a vida lhe concedeu: o derradeiro.

.

Crescemos juntos os três: inseparáveis: um só. Agora que a idade avança não mais lentamente e para frente, mas como um raio, nos perguntamos: Que é daquele que fomos senão esta sombra solitária de três corpos?

.
Perguntas

Você me ama? Gosta dos meus cheiros naturais? Fico sexi, ruiva? Chupo bem? Sou mais santa, puta, ou mais puta, santa? Faço perguntas demais? Isso é um sim???

.

Cabeça

“Se queres fazer algo que preste na vida, mantém sempre a cabeça no lugar, porque...” – disse o pai. Mas o filho só ouviu a voz cortante da guilhotina que acionara.

.

Altitude

'Elogio não levanta o moral, sucesso não sobe à cabeça, leitura não eleva ninguém: você é que inventa a altura que supõe merecer' – supôs ter lido.

.

Clausura

– Aceitaria a clausura de qualquer grupo que aceitasse, de bom grado, a repulsa que causo aos grupos.

.

¬ ¬ . . . . ¬ ¬ ¬ ¬ ¬ . . . . ¬ ¬ ¬ . . . . ¬ ¬ ¬ ¬ ¬ . . . . ¬ ¬

Imagens:

Iguaria, Gozo e Altitude ­ http://thehottestshit.blogspot.com

http://heliojesuino.wordpress.com

.

46 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Formidável!
Demais, demais, demais...
Grande abraço, querido!

Assis Freitas disse...

maravilha,


abraço

Fernand's disse...

aqui escorre criatividade!


rs

Ricardo Novais disse...

Que texto cruel, Tuca. Excelente!

Um abraço.

Vera Andrade disse...

Tuca,

A dureza lírica do seu humor me deixa tonta e maravilhada, querido.

E os seus "diálogos" entre texto e imagem estão cada dia mais brilhantes.

Beijão

Tuca Zamagna disse...

Zélia,

Obrigado, querida. E me perdoe o sumiço, ando atolado em trabalho, não postava nada há três semanas.

Abração

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Assis,

Valeu, meu caro!

Abraço

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Fernand's,

Nem sempre, querida. Mas às vezes dá uns benditos vazamentozinhos.

Falando em benditos, assim que sobrar um tempinho vazo rumo às suas Benditas Palavras Bem Ditas.

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Cruel é a vida, Ricardo. Eu sou bonzinho, você sabe.

Abraços

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Vera,

Vou começar a juntar todos os seus comentários, querida. Para ler ao acordar e antes de dormir, nos dias mais ingratos.

Beijão

Makavetis disse...

great blog! I found it though Leovi. check me out as well =) greetings

Márcia Luz disse...

Oi, Tuca

O que eu queria dizer é
"A dureza lírica do seu humor me deixa tonta e maravilhada, querido.
E os seus "diálogos" entre texto e imagem estão cada dia mais brilhantes."

Mas a Vera já disse antes.
Tenho andado muito atrasada (rs). É que os dedos são tantos! Espero que pelo menos minha cabeça ainda esteja no lugar pra não correr o risco de descobrir que só estou a fazer coisas que não prestam nessa vida. Ela é cruel e não me perdoaria.

Beijos

Cantinho She disse...

Olá, olá, passando para agradecer e retribuir a sua visita lá no meu Cantinho, seja bem-vindo por lá, confesso que achei muito engraçado o seu beijo, beijoooooo da janela... hehe
Beijo, beijo!
She

Bípede Falante disse...

Tuca, e haja perguntas para desviar-se das respostas e faltam putas para ensinar as que ainda se fingem de santas e haja dedos para roer as unhas e jogar fora os martelos e também alguns quadros, que há quadros e quadrados demais nesse planetinha de nada onde o que muita gente curte mesmo são as comuns molduras.
beijo.

Claudia disse...

Senza parole ... immagini impressionantemente brutte.

Patrícia Gonçalves disse...

Tuca, crie uma religião e eu te sigo!

beijos

P.S - Mas, o templo vai ter que ser lá em Ktá!

Sil.. disse...

Tucaaaaaaaaaa


Eu ameiiiiii tudooooo.
(Me senti naquela frase pregando tbm meus quadros na parede - Ó Céus).

Rapaz, tava com uma saudade absurda de ti.
Por onde tu andas? Será que vou precisar colocar um GPS em ti?
Hahahahahahahaha, amei o coments da Pat. TUCAAAAA , cria uma religião que eu tbm te sigo.

Um beijooooooo meu querido!

Gislãne disse...

Obrigada pela visita.

Gostei do teu blog

Depois, passo aqui com mais tempo para ler teus escritos.
:*

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

gostei muito da seguÊNCIA DE IMAGENS do texto

Janaina Cruz disse...

Escritos que fazem pensar que fazem inspirar, e um entrelaçar de vida e solides... Impossível não seguir-te.

Tuca Zamagna disse...

Makavetis,

Thanks. Welcome. Very good selection of artists plastic materials that you present to your blog.

Hugs

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Márcia,

Não se preocupe, querida. Posso lhe garantir que sua cabeça está sempre no lugar. Em todos os lugares!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

She,

O beijo que mandei foi da varanda. Meu apê nem tem janelas.

Beijos da janela

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Bípede,

Vão-se os quadros e a putas, ficam os dedos! Mas bem marteladinhos...

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Claudia,

Grazie. Benvenuti.

Baci

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Tuca Zamagna disse...

Patrícia,

Teje criada! "As Testemunhas Incrédulas de São Tucataguazes".

Mas o templo fica em Leopoldina, bem no túmulo de Guguto dos Anjos, com muita pinga e cerveja em cima para todos os meus infiéis!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Sil,

Pode botar um GPS em mim, sim. E chip, controle remoto... e até chifres. Mas bem enfeitados de luzinhas chinesas piscantes!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Gislãne,

Foi uma supresa muito agradável conhecer o seu Microcontos. Viva a nanoliteratura de Tocantins!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Ediney,

Às vezes, quando termino de ilustrar meus contos de réis com imagens alheias, comparo e constato que fico devendo muito. Ainda bem que pago em réis!

Abraços

Mendonça disse...

Excelentes, Tuca. Cada um melhor que o outro. E no último, Clausura, o casamento entre texto e imagem chegou à perfeição.

Abração

Marcel Zaner disse...

Tuca,

Em Cabeça, você me fez quebrar a minha. Afinal, o filho decapita o pai ou a si próprio?

Abraços

Natalia F. S. disse...

Tuuuuuuca!... Saudaaaaaaaaaaades!!!

Seus contos de réis sempre me põem meio encucada, bem revirada. Mas também me divertem muito. Adoro seu humor sombrio, corrosivo e instigante.

Beeeeeijo!

Aline Chaves disse...

Achei esta leva de microcontos melhor ainda que a que você postou anteriormente, Tuca. Só preciso então reforçar o meu comentário anterior:

MAIS QUE absolutamente fantástico!!!

Beijos, querido!

Aloisio Trobisnki disse...

Caraca, Tuca, arrazou!

Eu acabei de ler o ultimo conto de réis, Clausura, e tava aqui ainda meio apatetado, refletindo sobre as mazelas da vida em grupo, e só então reparei na ilustração kkkkkkkkkk... PERFEITA!

Abração

Tuca Zamagna disse...

Janaína,

Leitores que fazem pensar que fazem inspirar... isto, sim, querida!

Seja bem-vinda!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Mendonça,

Obrigado, grande amigo sempre presente!

Abraços


. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Marcel,

E eu lá sei?

Só posso dizer é que meu pai e eu sempre nos decapitamos mutuamente com a maior cordialidade.

Abraços

Tuca Zamagna disse...

Nataaaaaalia,

Saudaaaaasssades, tambéééééém, queriiiiiiiiida!

É uma delícia saber que meus textos causam em você esse carrossel de cavalinhos doidões!

Beeeeeeijos

. . . . . . . . . . . . . .

Aline,

Mais que absolutamente agradecido!

Beijos


. . . . . . . . . . . . .

Aloisio

Essa perereca parece deixar os pepinos todos eretos de indignação.

Abraços

Ira Buscacio disse...

Tuca, como não te amar!!!!!!!!!!!!!!

Para todas as grandes fomes, uma vírgula é um poema inteiro e por aí segem as fomes...
Pobres famintos e suas iguarias.

Bjão, meu queridão

BLOG DO PROFEX disse...

Estou estarrecido diante do seu blog. Parabéns...

Thiago Quintella de Mattos disse...

Muito bom! Muito bom mesmo! Adorei a do esqueleto e as perguntas: "Isso é um sim?" E aquele quadro das tres pessoas espectros! Demais este post!

guímel disse...

Sensacional Tuca!

Que composição das imagens e das frases...uma "mistura fina" com muita inteligência e bom gosto!
Parabéns.
Grata pela visita e comentário no meu blog "Quem espera sempre apalpa" Seguirei o conselho...rsrs

Bjssss

Valéria Sorohan disse...

Todas as frases ou citações são ótimas.
Saudade dos seus post.

BeijooO*

Helcio Pereira disse...

Cheguei até este blogue por seu link no orkut para a postagem anterior. Ali já me surpreendi com a orinalidade do texto e aqui ainda mais. Li mais três postagens antigas e só estou parando por falta de tempo. Que maravilha, um show de criatividade tanto nos textos quanto nas imagens usadas. Estou muito, muito impressionado. Já virei fã incondicional. Parabéns a você e aos demais autores do blogue!
Um grande abraço

Tuca Zamagna disse...

Ira,

Não sei devo fazer isso, mas... como sou capaz de tudo exceto dizer não a você, minha querida poeta, aí vai a "Receita para não me amar":

1 - Compre alguns pacotes de velas e acenda todas, cada uma para cada santo de sua devoção (se faltar santo, consulte o calendário cristão de santos do dia e pesque nomes até completar o número de velas acesas).

2 - Então rogue a todos eles que só lhe permitam amar pessoas bondosas, caridosas, politicamente corretas e tementes a Deus, Fátima Bernardes e William Bonner.

Como não sou religioso, não posso garantir que vai dar certo, mas eu bem que tentei, né?

Beijos

. . . . . . . . . . . . .

Profex,

Gratíssimo, meu amigo! É uma honra imensa ouvir isso de você, porque acabei de estar no seu blog, do qual saí estarrecido ao cubo!

Abraços

. . . . . . . . . . . . .

Thiago,

É sempre muito bom tê-lo por aqui, e receber uma vez mais o seu incentivo generoso.

O quadro é do Hélio Jesuíno, grande amigo e, na minha desqualificada opinião de não-acionista do mercado de arte, um dos grandes artistas plásticos deste pais.

Abraços

. . . . . . . . . . . . .

Valeu, Guímel!

Espere com fé, e lhe garanto que a hora do apalpo há de chegar com intensidade e duração infinitas!

Beijos

Tuca Zamagna disse...

Valéria,

As citações são, na verdade, de mentira. São ficcionais como tudo mais nos textos. Citar não é muito comigo, nem com meus parceiros de blog. Mas, se eventualmente usarmos alguma, virá acompanhada do devido crédito. Nas imagens, procuramos sempre seguir o mesmo critério, embora muitas vezes não seja possível identificar o autor, como no caso de várias imagens desta postagem.

Beijos, queridíssima!

. . . . . . . . . . . . .

Helcio

Valeu, valeu muito, meu caro!

Acho que é a primeira vez que alguém chega até aqui via Orkut. Pelo menos que comente sobre isso, é, com toda certeza.

Ando meio ausente do Orkut, mas depois do seu comentário altamentes envaidecedor, vou vestir a minha sunga e dar umas voltas por lá exibindo as minhas pelancas de adolescente senil. Quem sabe não descolo umas mocréias cansadas mas ainda respirando, né?

Abraços

Malena disse...

Absolutamente fascinante! A adequação das imagens aos textos, então... :))

José Luiz Meneses disse...

Não quero me aprofundar neste comentário para não ser precipitado. Não tive tempo suficiente para ler muitas postagens. Mas as cinco que cheguei a ler, além de várias outras que olhei por alto, me bastam para afirmar que este blog é, no mínimo, um dos mais criativos, irreverientes e brilhantes da blogosfera. E a força insusidada das imagens escolhidas é outro diferencial que o tornam, desde já, o mais impactante que tive a felicidade de conhecer.

Parabéns a toda a equipe!

Abraços

Sil.. disse...

Tuca,


Favor colocar o GPS, pois não consigo rastrear você hehehehehe


Passei pra deixar um beijo!

Luisa Queiroz disse...

Perfeitos,primorosos, Tuca.

Doem, doem de tanto riso amarelo que me causam!

Beijos

Ira Buscacio disse...

Tuca,

Não adianta querer dissuadir meu propósito de gostar. Já ouviu falar em mulher de malandro? Eu gosto dos incorretos, dos perversos, dos ácidos... Eu Gosthoooooo!
Além disso, não sou religiosa e acendo velas só pra espantar meus demônios, quando eles me cansam mt.

Passei só pra te deixar um beijo de fds, mas não guenteiiii! Tive que replicar.

Bjão

Lua Nova disse...

Pelamordedeus, Tuca, sensacional!
Ácidos, cruéis e bem humorados.
Concordo com a Ira (essa força da natureza), é impossível não te amar... rs.
Li os textos antigos e apesar de já conhecer teu estilo, sempre me surpreendo com a tua inteligência, teu trato com a palavra e conceitos, com teu humor delicioso e a fluidez dos textos. São deliciosos de ler. Pena que o tempo é curto, mas vou te contar, são sensacionais, todos, vc e seus "companheiros companheiros" de blog nesse companheirismo cheio de companheirice.
Um grande beijo, meu carinho e minha admiração.

Vampira Dea disse...

Fiquei agora aqui meditando com esse micro contos, ótimos

Maria Janice disse...

De bom grado, Tuca, acolho tua diferença. Mas preste atenção, a partir daqui não há clausura, pois te mostro aos outros grupos como um diferente sim, porém revelo o segredo: és de marzipã.
Encorajam-se, e ploc! Abrem a tampa hermética e provam.

De quebra creditam uns pecados na lista daqueles que se deve come_ter. [Comendo as ideias e gozando o prazer]
beijos.

Luis Bento disse...

Estee post é espantoso!

Marli Boldori disse...

Olá,debrucei-me para ler o poema,quis fazer rima ,mas ñ sou poeta,então só me resta dizer que são palavras que encantam e assustam,que deixam a alma em povorosa,coitada,mas ela tenta decifrar tudo o que as palavras querem dizer ao meu coração.Abraço!

Vanessa Souza Moraes disse...

Repulsa desse sapo=picles.

Tuca Zamagna disse...

Malena,

Obrigado, querida, pelo estímulo constante.

Beijos

. . . . . . . . . . . . .

José Luiz,

Nem sei o que dizer ante tamanho elogio. Só posso agradecer, em nome de toda a esquipe do DS.

Abraços

. . . . . . . . . . . . .

Sil,

Eu coloquei o GPS, e bem no meio da testa. Tá funcionando, não?

Ainda bem, que assim você volta mais vezes pra reclamar. Você sabe o tanto que eu gosto das suas visitas, não sabe?

Beijos

. . . . . . . . . . . . .

Luisa,

Dor de riso amarelo? Tem certeza que isso é bom?

Bem, você é que escolhe a cor. Mas. no que despender de mim, quero dispor a você e aos demais leitores todas as cores possíveis e impossíveis.

Beijos

. . . . . . . . . . . . .

Ira,

Estou bolando algumas artimanhas para garantir que você volte mais vezez para replicar.

Beijos

. . . . . . . . . . . . .

Lua,

Isso não vale. Você, a Sil e a Ira estão de complô pra me implodir de envaidecimento!

Beijos

Tuca Zamagna disse...

Vampira,

Medite à vontade e, sobretudo, fique aqui o tempo que quiser. Por mim, quanto mais melhor!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . .

Janice,

De Marzipã, eu? Tem certeza?

Não sei nem onde fica, mas se for pras bandas de Itapoã, não ouse me convidar pra passar um tarde lá!

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . .

Luis Bento,

Vindo de você, este "espantoso" pode ter mil e um sentidos. Singarei esta noite adentro matutando sobre eles.

Abraços

. . . . . . . . . . . . . . .

Marli,

Uma alma em polvorosa é capaz de proezas inimagináveis, até de decifrar as palavras mais absurdas dirigidas ao coração.

Beijos

. . . . . . . . . . . . . . .

Vanessa

Enfim um comentário que ratifica o essencial: a repulsa a esse sapo-picles - com o qual me identifico visceralmente.

Beijos