sábado, 25 de setembro de 2010

Dias que não anoitecem

.


Elza Magna . . .

. . . . . . . .. . .. .. . Acordei a sabe-se lá que horas. O dia nublado e o relógio de cabeceira parado conspiram: seis e doze –– da manhã ou da tarde? O corpo tira a si mesmo fora, incapaz de informar se dormira cinco ou treze horas.

. . . . . . . .. . .. .. . Amanheça ou anoiteça, prossigo nas indagações: estarei mesmo acordada, ou isso é parte do sonho? Se eu for até a porta pegar o jornal, há perigo de ler na primeira página sobre a minha prisão? Será mesmo crime passível de apedrejamento comer cachos de pistache com patê de feijão? Se quiser reincidir no delito –– e quero! –– encontrarei na geladeira tais iguarias de que nunca nem sequer ouvira falar? Ao ingerir a mistura, será ainda como se mastigasse e engolisse pregos azinhavrados? De novo regurgitarei borboletas amarelas? Sairão elas por aí, festejando a primavera recém-chegada, ou mais uma vez partirão como vespas e devorarão como cupins os olhos, o nariz , as orelhas, a boca e os balangandãs de todos os homens que se recusaram a ser como os idealizei?

. . . . . . . .. . .. .. . Enfim, ligo o computador, que me garante serem onze e três. Da manhã, me tranqüilizo, porque noite não é. Se bem que, no sonho, era –– ou é –– manhã a noite inteira...

Fonte da imagem:.http://daijoji.blogspot.com

.

52 comentários:

Malena disse...

Inception? Sonho dentro do sonho?
Belo texto com bela imagem!

Zélia Guardiano disse...

Show, Elza!
Show!
Surrealismo na medida mais exata.
Adorei!
Abraço, todo entremeado de gratidão pela gentil visita que me fizeste.

Jenny Paulla disse...

Noooossa,q lindo!Se Andr'e Breton visse isso.....
hahaha
bjoss
=]

Ira Buscacio disse...

Olá, Elza,

Faltava te conhecer e cheguei num dia ou noite, bom. Teopha, já tinha inflado sua bola e acabeide constatar.
Um mosaico surreal. Adorei.

Bjsssss

Carla Farinazzi disse...

Muuuuito bom! Excelente. Elza, és ótima!

Beijo

Carla

MZ disse...

OS sonhos confundem-nos a mente!
Mas, mesmo acordados, a mente dá-nos o poder de o dia se tornar noite e a noite se tornar dia :)

Bom post.

Bjs

Tuka Siqueira - Ktralhas disse...

Lindo texto! Surreal!? Depende de quem sonha...

Belo domingo!

Tita Nasc disse...

Fantástico Elza! Surreal e engraçado.

Bjos

Antonio Alves disse...

Parabéns, Elza! Acho que é o melhor post seu que já li. É misterioso, engraçado, muito impactante!

Um beijo

Tatiana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana SS disse...

Belo post!

Raíssa Momesso [SCCP] disse...

Eu adoro textos abstratos e cheios de palavras que geralmente nao combinam =) Achei lindo esse, rsrs.. beijao

Wilden Barreiro disse...

Outro dia sonhei que eu não era eu e acordei assustado, ainda com essa sensação. Passaram alguns minutos até que eu me tocasse que tinha sido um sonho, mas custei a ter coragem de me olhar no espelho... rsrsrs

Regina Conde disse...

Comer pregos azinhavrados e regurgitar borboletas amarelas é uma metamorfose perfeita: espinhos que viram flores, pesadelo que vira sonho...

Adorei essa piração onírica, Elza!

Beijo

Marcel Zaner disse...

Muito bom, Elza. Uma crônica perfeita, surreal como deve ser, sobre esses momentos em que acordamos assim, continuando no sonho.

Você devia dar um chega pra lá nesses três e postar mais!

Beijos

Valéria Sorohan disse...

Tem dia que de noite é Freud.

BeijooOs

Elza Magna disse...

Não é bem isso, Malena. Ou é: o que vale de fato é a sua interpretação.

Obrigada, Zélia. Só não sei se é surrealismo na medida certa, porque terá ele medida quando se manisfesta? Abraço

André Breton talvez risse, Jenny. Mas não tanto quanto se ouvisse a tua gargalhada! Beijos

Obrigada, Ira. Quer dizer que o Teopha anda enchendo a minha bola, é? Pois aqui, diretamente, vive pegando no meu pé! Beijos

Elza Magna disse...

Ótima é você, Carla. Pensa que não estou ouvindo e me deliciando com os Pequenos barulhos internos? Beijo

Ainda bem, né, MZ? Beijos

Obrigada, Tuka. Ótima semana!

Valeu, Tita. Beijos

Caramba, Antonio. Você me põe vermelha... Beijo

Dave disse...

"De novo regurgitarei borboletas amarelas? Sairão elas por aí, festejando a primavera recém-chegada, ou mais uma vez partirão como vespas e devorarão como cupins os olhos, o nariz, as orelhas, a boca e os balangandãs de todos os homens que se recusaram a ser como os idealizei?"

O máximo Elza!

Beijo

Elza Magna disse...

São os ventos de Cancun ou você sempre foi assim caladona, Tatiana?
Realmente você tem de racionar seus comentários... rsrs... Beijos

Obrigada, Ana. Beijos

Não sei se isso é um elogio ou se você tá me gozando, Raíssa, mas... obrigada! Beijão

Pois é, Wilden, não somos poucos os que acordam e continuam sonhando. Beijos

finityster disse...

Belíssimo post.
Estória que prende do início ao fim e sobretudo, faz pensar!
Parabénbs!
Adir

Rosane Marega disse...

Que lindo!
Beijossss

guímel disse...

Belo post... grata pela visita.

Bjsss

Cáh disse...

rs, é doce, confuso e doce.

Um Beijo

*Simone Fernandes* disse...

Olá Elza, vim agradecer sua visita e por estar seguindo meu blog de poesias. Gostei muito do seu também, muitos assuntos do dia a dia que nos fazem refletir... Parabéns pelos belos textos.

Um grande abraço e volte sempre!

*Simone*

Callie disse...

Olha quase me deixa confusa tbm ...rs

belo texto querida...
Conhecendo teu cantinho, seguindo-te


beijoo meu'

Calie

Callie disse...

Ahh minha linda , quem dera aquele fragmento fosse apenas uma ficção, rs.

beijooos linda Noite pra tí...

Callie

Ana Agarriberri disse...

Olá, que bom que visitou e molhou-se por lá... Sempre bem vinda. Lindo teu post, às vezes tenho isso, acordo, não sei se é dia ou noite. Sonho ou realidade. Enfim, naqueles sonos que não queremos que acabem. Belo post. Beeejo,beeejo.

Aleatoriamente disse...

Gostei do teu texto, muito interessante, ele vai encantando até o final.
Obrigada por tua visita.

Beijo.
Fernanda.

Confissões de uma borboleta disse...

Olá...lindo post.
Parecem aquelas manhãs que acordamos querendo dormir...
Ou ter certeza qu foi tudo um sonho.
estou retribuindo a visita.
Beijos

Americo Gentil disse...

Ótima postagem, Elza. Vocês quatro se afinam bem no talento de escrever bem, com humor e sensibilidade.

Um abraço

Elza Magna disse...

Piração, Regina, comigo? Nem em sonho! rsrs Beijo

Bem que eu tento, Marcel. mas Anga, Teopha e Tuca são muito fominhas! Beijo

E bota Freud nisso, Valéria! Beijo

Obrigada, Dave! Beijo

Obrigada, Adir. Bem-vindo à corja! Beijo

Elza Magna disse...

Lindo é seu olhar, Rosane, sempre doce e amigo! Beijo

Obrigada, Guimel. Voltarei. Beijo

Doce? Confuso e doce, Cáh? Você me deixa confusa... mas bem adoçada! Beijo

Eu é que agradeço, Simone. Voltarei, pode esperar. Beijo

Obrigada, e seja bem-vinda, Callie! Sobre seu texto, se não é ficção, faça de conta que é... Beijo

Elza Magna disse...

Uma molhadinha básica sempre faz bem, né, Ana? Quanto ao sonho, nem sempre é uma questão de querer ficar nele. Muitas vezes é ele que decide ficar em nós. Beijo

Valeu, Fernanda. E gostei de ter te visitado. Agora você vai ter de me aturar lá! Beijo

Obrigada, Confissões. Beijo

Americo, seu fofo, obrigadóssima! Quantos a nós quatro nos afinarmos... você nem imagina as pancadarias que rolam aqui! Beijo

Paula Nunes disse...

Não nos conhecemos mais adorei o texto...intenso mas, ao mesmo tempo com um fresco imenso cheios de delicadeza e perspicácia. Beijosss

Aline Chaves disse...

Forte, inquietante, mágico, surreal... e mais um monte de adjetivos que eu não sei, Elza!

Um beijão

Renata (impermeável a) disse...

rsrsrsrs......
que fofo!

amei!

Lua Nova disse...

Ficção? Surreal? Não sei... depende do momento, e principalmente do lado da cama que levanto. E tem mais: tem dia que de noite é assim mesmo. Quero encomendar um balde daquelas vespas-borboletas. Adorei a especialidade delas.
Agora, falando sério! Que bárbaro! Mergulhei de cabeça. Divertido e verdadeiro. Tem dias que não anoitecem nunca. E cansa!
Vô te contar, a trempe que escreve nesse blog é muito querida. Adoro!
Gentem, vão comentar lá no meu blog. Sinto falta do bom humor inteligente de vocês, crianças.
Elza, pra lá de bão esse texto.
Você continua com um sorriso contagiante (no bom sentido).
Beijokas.

Djabal disse...

Gostei muito da anarquia do texto. Apesar de ser uma daquelas que dão muito mais informações e nos mostram que a disposição de acordar e enfrentar o 'belo' mundo aqui de fora, não é uma das dez mais preferidas.
É melhor contar com as vespas devoradoras mesmo. Meus parabéns.
E, acrescento, não é delito comer pistache com patê de feijão! Obrigado por compartilhar. Felicidades, Elza.

CANELAFINA disse...

Me levou para as noites que rasgava correndo. Hoje corro somente de dia. Deu saudade e vontade de recomeçar, na noite tambem. Um abraço, Amei. Eduardo

Clara Belisario disse...

Adorei!

Beijos

meldevespas disse...

A eterna questao da essencia do ser. quem sou e o que faço aqui. Provavelmente sonho, logo sou.
Muito bom, mesmo.
Beijo

Adi disse...

Muie la iehovisti, mormoni si atei!

Crônicas do Cotidiano disse...

Me fez lembrar um texto (não sei ao certo acho que foi do Rubem Alvez), na qual ele escreve sobre uma noite de terror que não tem fim.

Bom... Não sou bom de memória, mas parabéns pelo lindo post.

Ri disse...

Muito linda a foto. O texto ainda mais!
Beijos;

Elza Magna disse...

Valeu, Paula! E agora que você já me conhece, se prepare... que já já vou aparecer na sua "casa"! Beijo

Pior sou eu, que não tenho nenhum adjetivo para defini-la, Aline. Porque você é simplesmente... realmente... absolutamente... incomensuravelmente... infinitamente... eternamente... Beijos

Obrigada, Renata! Beijos

Obrigada, Lua Nova. Pode deixar que armaremos nosso cirquinho no seu solo lunar. Quanto ao meu sorriso contagiante, é que tenho uma boca muito grande (nos dois sentidos!) Beijos

Obrigada, Djabal. E eu sei que comer pitache com patê de feijão não é delito, mas nos sonhos os sentimentos e conceitos não têm conexão com a realidade, né? Beijos

Elza Magna disse...

Correr à noite é a minha especialidade, Canelafina. Se preciso, corro até quatro, cinco bares por hora! Beijos

Eu adoro as suas visitas, Clara! Beijos

Nem sei se o texto tem essa profundidade toda, Meldevespa. Tomara que sim! Beijos

Não consegui entender o seu comentário, Adi, nem recorrendo a três tradutores. Mas... muié e atei (ateu/atéia) eu sou! Kisses (ou Baci)

Vera Andrade disse...

Uma vez acordei quando sonhava que alguém tinha depositado três milhões na minha conta no Bradesco. Já estava me vestindo quando a ficha caiu. Não tenho nem nunca tive conta no Bradesco!!!.. hehehe

Beijinhos

Rob Novak disse...

Pela receita, mastigando e engolindo pregos azinhavrados é que se pode regurgitarei borboletas amarelas? Porque tentei, mas não deu certo... Será que... Essa era a parte do sonho?

Muito legal o post!

Abraço!

Tatiana disse...

Uma boa auto analise me fez deletar o comentario, nada pessoal!
Bjs.

Elza Magna disse...

Sorte sua, Vera. Se tivesse a conta, o Bradesco já teria comido, sem regurgitar, toda a sua grana sonhada! Beijo

Talvez você tenha mastigado pregos muitos pequenos demais, Rob. Neste caso, as borboletas regurgitadas costumam ser microscópicas. Beijo

Ah, isso não vale, Tatiana!
Seu comentário fazia parte da melhor parte do meu sonho!!! Beijo

Anônimo disse...

Nicki Minaj Collection Check Out The Hottest, Sexiest, Sluttiest Nude And Nearly Nude Pictures And Videos Of Ebony Rapper Nicki Minaj Christina Aguilera Sex Tape. [url=http://ai4seo.com/choosing-a-nude-model-for-your-shoot/]ai4seo[/url]